Preservar a saúde

Acesso aos cuidados de saúde

Os cidadãos da União Europeia que adoeçam de repente ou sejam vítimas de acidente durante uma estada temporária num país da UE, na Islândia, no Listenstaine, na Noruega ou na Suíça têm direito a utilizar os mesmos serviços públicos de cuidados de saúde, nas mesmas condições e com os mesmos custos que as pessoas seguradas no país em que se encontrem de visita. Cada país tem as suas próprias regras em matéria de cuidados de saúde públicos. Em determinados países, os cuidados são gratuitos, enquanto noutros será necessário pagar parte ou a totalidade das despesas e requerer posteriormente o seu reembolso. Conserve, pois, todas as faturas, receitas médicas e recibos. Solicite o reembolso no país que está a visitar ou, mais tarde, no seu país de origem.

O Cartão Europeu de Seguro de Doença constitui a prova de que está segurado num país da União Europeia; simplifica os procedimentos e acelera o reembolso das despesas. Pode obtê-lo gratuitamente junto da instituição nacional responsável pelo seu seguro de doença. Alguns países estão a inserir os elementos do Cartão Europeu de Seguro de Doença no verso do cartão nacional, enquanto outros optam por emitir cartões separados.

Seguro de viagem

O Cartão Europeu de Seguro de Doença não substitui o seguro de viagem, dado que pode não abranger todos os custos de saúde e nunca cobre os custos de repatriamento. Para cobrir esses riscos, pode, pois, ser conveniente subscrever um seguro de viagem em separado.

Medicamentos

Caso transporte consigo medicamentos sujeitos a receita médica, leve a receita também. Não exceda as quantidades necessárias à sua utilização pessoal durante a viagem, porque transportar grandes quantidades de medicamentos pode levantar suspeitas. Novas normas pan-europeias em matéria de receitas médicas tornarão mais fácil obter os medicamentos prescritos no estrangeiro.

Vacinas

Em geral, não são exigidas vacinas nas deslocações dentro da União Europeia. Contudo, há exigências ou recomendações para determinados territórios ultramarinos da UE. Antes de partir, pergunte ao seu médico.

Águas balneares

Estão fixadas normas estritas em matéria de águas balneares em toda a União Europeia, e a qualidade global da água continua a ser elevada. Mais de 94% das 22 000 zonas balneares nas praias, rios e lagos na UE satisfazem agora as normas mínimas estabelecidas em matéria de qualidade das águas balneares. Símbolos oficiais fornecem informação sobre a qualidade da água nessas estações balneares. Além disso, sistemas de caráter voluntário, como a utilização da «bandeira azul», informam se numa praia ou numa marina são respeitadas as normas específicas relativas à qualidade da água, bem como as normas em matéria de segurança, de serviços, de gestão ambiental e de informação.

© União Europeia
Viajar na Europa 2014-2015


Study in Poland
WSPA_220_online.png
Privacy Policy